15 de março: um dia de luta! Paulo Pereira da Silva - Presidente da Força Sindical

14-03-2017

No dia 15 de março a Força Sindical e as demais centrais vão realizar o Dia Nacional de Luta, com manifestações que acontecerão em inúmeras cidades de todo o Brasil em protesto contra a proposta de reforma da Previdência anunciada pelo governo, que, se aprovada, trará prejuízos incalculáveis para os trabalhadores, desta e das futuras gerações.

A proposta é muito dura com os trabalhadores, pois penaliza principalmente aqueles que começaram a trabalhar mais cedo, seja quem está perto de aposentar-se ou quem, mais jovem, está ingressando no mercado de trabalho. Por isto eu e um grupo de deputados protocolamos uma Emenda, de nossa autoria, que propõe a alteração de itens pontuais contidos na proposta original, suavizando, assim, o texto apresentado. A Emenda foi aprovada e assinada por 349 deputados, mas a luta continua árdua!

Entre outros pontos desfavoráveis, a proposta do governo estipula uma idade mínima de 65 anos para que homens e mulheres se aposentem. Com a Emenda, a idade mínima passa a ser de 60 anos para homens e 58 para mulheres. A Emenda define, ainda, que o tempo de trabalho a mais para efeito de aposentadoria seja de 30%, e não 50% como quer o governo.

Como podemos aceitar que uma mulher, que cumpre jornada dupla ou até tripla, tenha de ficar mais sete anos trabalhando e contribuindo para ter direito à aposentadoria? Onde está a justiça? A Previdência é um patrimônio dos trabalhadores, e assim deve ser tratada. Queremos um debate amplo sobre o tema! Sucatear a Instituição e penalizar quem constrói o País não vai sanar o déficit público.

Na quarta-feira, dia 15, temos de ir para as ruas demonstrar todo o nosso descontentamento com as arbitrariedades que o governo quer impingir aos trabalhadores. Queremos uma Previdência sem privilégios e justa para todos, mas para isto temos de fazer com que os parlamentares e o governo ouçam a voz que vem das ruas. Só nossa união e mobilização serão capazes de concretizar nossos objetivos. São o presente e o futuro de milhões de trabalhadores que estão em jogo!

Paulo Pereira da Silva - Paulinho

Presidente da Força Sindical e Deputado Federal

 

Fonte: Site da Força Sindical - 13.3.2017